As Boas Mulheres da China

Reprodução 

A jornalista chinesa Xinran apresentou, entre 1989 e 1997, um programa de rádio chamado Palavras na Brisa Noturna. Nele, debatia assuntos considerados tabus, sobre os quais poucos ousavam falar, como vida íntima, violência familiar, opressão e homossexualismo. Em pouco tempo, Xinran começou a receber cartas com relatos de humilhação e abandono. São narrativas contundentes e chocantes a respeito da condição feminina na China, sob o regime socialista. “Em meio à grande pilha de cartas, uma me chamou a atenção imediatamente: o envelope tinha sido feito com a capa de um livro e havia uma pena de galinha grudada nele. Segundo uma tradição chinesa, uma pena de galinha é sinal de pedido de socorro urgente”, descreve Xinran em seu livro. Entre as histórias estão a de Hua’er, que foi violentada em nome da “reedução” promovida pela Revolução Cultural; a de Hongxue, que descobriu o que é o afeto pelas carícias das patas de uma mosca; e a da catadora de lixo que impôs a si mesma um ostracismo voluntário para não envergonhar o filho, um político bem-sucedido.

Autor: Xinran

Editora: Companhia das Letras

Páginas: 288

Ano: 2003

Anúncios

1 Comentário »

  1. Silvia Saron Said:

    Um livro muito interessante….


{ RSS feed for comments on this post} · { TrackBack URI }

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: